Real lingerie to real women

20140117hoAerieBiz2-1

A Aerie, loja de lingerie americana – subsidiária da American Eagle, a lançou uma campanha nova de publicidade, onde os anúncios apresentam modelos que não foram tratadas ou retocadas com Photoshop.

Com a maioria de suas clientes entre as idades de 15-21 anos, Aerie com esta iniciativa – muito positiva, diga-se de passagem – pretende ajudar essas meninas a construir sua auto-confiança, libertando-as da percepção distorcida do mundo da moda e da beleza e ajudá-las a se sentirem-se bem com os seus corpos tal como eles são. A ideia foi fazer a sessão num look mais natural para ser possível capturar todas as curvas, rugas, gordurinhas ou qualquer imperfeição que o corpo real possa ter.

A campanha que foi viral – via redes sociais – conta com modelos curvilíneas (claro!) que mostram as susa curvas que normalmente não são “incentivadas” principalmente em campanhas de lingerie. Foram convidadas vários tipos de mulheres diferentes, evidenciando não só os corpos, como também várias “raças”, pretendendo assim mostrar que não existe um padrão definido para tornar uma mulher a ser considerada atraente.

Acho que campanhas assim são sempre positivas: quer seja por ser um nixo interessante às empresas, ou por dar mais opções de compras às mulheres curvilíneas, mas principalmente porque desmistifica um mito e finalmente começa a colocar uma realidade à cabeça conturbada de todas as mulheres (de todas as idades inclusive): de que a perfeição realmente não existe.