Os erros mais comuns na hora de fazer as malas

Não importa a distância ou o período de tempo pelo qual você vai se afastar, se vai de avião, seja para economizar tempo ou dinheiro, levar uma mala de cabine é sempre uma ótima alternativa. Para os amantes das “opções”, a idéia de ajustar todos os itens essenciais em uma maleta padrão de 9 x 14 x 22 pode ser altamente assustadora, mas garanto que com um pouquinho de conhecimento, montar a carry-on perfeita para qualquer viagem não é um tarefa assim tão difícil.

Para uma mala funcional, o segredo está em dar preferência às peças básicas que são fáceis de combinar umas com as outras e que não marcam o look, ou seja, que ninguém nota que já foi usada anteriormente. Os vestidos e macacões são ótimos aliados, pois por serem 2 peças em 1, são práticos e ocupam pouco espaço na mala. Se focar em peças que consegue usar tanto durante o dia quanto à noite e, que combinem facilmente com outras peças e ocasiões, o seu chance de erro é praticamente zero!

Se ainda não se convenceu de que fazer uma mala funcional não é assim tão simples, pode sempre mandar um email aqui nos contactos que terei todo prazer de ajudar – a gente tem que vender o peixe, né? =p ; Mas se entretanto, sentiu-se motivada para DIY, então verifiquem que não estão a cometer esses que são os principais erros que a maioria dos viajantes cometem:

Pára de enrolar!

Até pode soar uma boa ideia para peças feitas com tecidos que não amassam (pois se você enrolar os tecidos convencionais, sua roupa chegará ainda mais amassada), mas na prática, ao invés de ganhar, perde-se espaço. É muito mais eficiente dobrar e empilhar, deixando as peças maiores embaixo e as menores como lingerie e os biquinis no separador do lado esquerdo da mala.

Não passe do limite

A maior vantagem de viajar com esse tipo de mala é a praticidade, por isso, sobrecarregar sua mala é um grande desperdício, ainda mais agora com as novas regras de limite de bagagem. Na dúvida do que levar, opte por cores neutras ou uma família de cor, dessa forma terá opções infinitas de conjugação. Quanto aos sapatos que podem ocupar mais espaço, prefira opções versáteis que possam ser usados durante toda a viagem, dia e noite, como sandálias rasas ou compensadas.

Aquela sentadinha…

Sabe aquele cinto dentro da mala? Então, esse acessório que quase toda gente ignora na hora da arrumação, ajuda não só a tirar o máximo partido do espaço, como também mantém tudo compacto e sem vincos. Sentar em cima da mala vai ajudar fechar, mas não vai te livrar do peso extra e tampouco dos estragos tanto na roupa, como na mala…

Tudo junto e misturado

Para além de ser grosseiro ter os sapatos que você anda todo o dia tocando as suas roupas que você vai usar na sua viagem, é extremamente anti-higiênico. Mantenha tudo separado em embalagens individuais e coloque os sapatos entre as roupas do lado direito e, os artigos de higiene pessoal e outros itens que não são roupa na área menor ao lado esquerdo.

Livra-se dos extras

Não tente colocar uma camada de roupa a mais para economizar espaço em sua mala. Use o que for confortável e guarde o resto. Levar um casaco ou uma jaqueta num avião é sempre bom, uma vez que nunca se sabe o que esperar da temperatura da cabine, mas se já sabe que não vai usa-lo durante sua viagem, então prefira uma manta ou um lenço longo e deixe na bolsa. Assim, você o terá fácil à mão sempre que precisar.