Fashion Evolution: Flats on Red Carpet

Já que assunto do momento é “Red Carpet”, falemos então sobre ele. Mas não pense você que vamos agora ver looks e discutir quem esteve bem e quem esteve mal, pois aqui não falamos sobre estilo pessoal (para isso, cobro à hora 😉 ), aqui falamos sobre tendências.

Se você esteve muito ocupada com a Gala do Globos de Ouro e não soube da grande polêmica sobre o uso das confortáveis flats no Festival de Cinema de Cannes, calma, eu vou te atualizar. De acordo com diversos relatos em redes sociais, a organização do evento barrou várias mulheres no tapete vermelho das premières por elas não estarem usando o clássico salto. Segundo eles, as flats estariam contra o dress code do Festival, que prevê que os homens vistam black tie com sapatos pretos e as mulheres usem calçados da moda – esses interpretados, geralmente, como sendo de salto alto.

Segundo o site Footwear News, Asif Kapadia, diretor do documentário “Amy” sobre a cantora Amy Winehouse, confirmou pelo Twitter que sua esposa foi barrada em sua própria pré-estreia em Cannes por  não estar usando salto – porém depois, acabou por conseguir passar (claro!). Da mesma forma, executivos da Independent Film Co. tuitaram que a chefe de vendas da empresa não conseguiu entrar na première de “Carol” pela “falta de ousadia no sapato”.

A atriz Emily Blunt, que estrela o drama policial “Sicario”, foi questionada sobre a controvérsia durante a conferência de imprensa do filme na terça-feira passada (19.05). De acordo com o site Variety, ela disse: “Todo mundo deveria usar flats, para ser honesta. Nós não deveríamos usar salto alto de forma alguma. Isso é muito decepcionante, ainda mais quando há tanta requisição de igualdade. Este é o meu ponto de vista.”

Indignados, muitos usuários das redes sociais afirmaram nas últimas horas que as tradições e regras do tapete vermelho do evento estariam “ultrapassadas” e que esse velho glamour defendido pelo Festival precisa se atualizar. A hashtag #CannesHeels chegou a ficar entre os trending topics do Twitter.

Em defesa ao Festival, uma porta-voz afirmou ao “Independent” que as regras com relação ao dress code não mudaram ao longo dos anos. “Não há nenhuma menção específica sobre a altura dos saltos das mulheres, bem como para a dos homens. Assim, a fim de nos certificar de que esta regra seja respeitada, os recepcionistas do Festival estão sendo lembrados disso.”

Durante muito tempo, o salto alto foi tomado como sinônimo do tipo de elegância e glamour defendido pela organização do Festival, que, vale ressaltar, é um dos mais tradicionais eventos cinematográficos do mundo. No entanto, a moda e esses padrões rígidos se transformaram ao longo dos anos e se tornaram mais democráticos. E, nesse meio tempo, a mulher também mudou, buscando cada vez mais a igualdade em todas as esferas da vida, inclusive no guarda-roupa.

Um bom exemplo de como a moda se transforma constantemente foi a invasão dos tênis nas passarelas de Alta-Costura há algumas temporadas. Muita gente ficou chocada, mas fato é que com o aval de grifes poderosas como Chanel e Dior, o sapato esportivo ganhou passe livre para as mais diversas ocasiões, inclusive o tapete vermelho. E prova de que a liberdade de expressão fashion também chegou aos pés das celebridades, algumas mulheres desafiaram as velhas regras, arriscaram e fizeram bonito fora do salto.

Captura de Tela 2015-05-26 às 19.41.18 Captura de Tela 2015-05-26 às 19.41.47 Captura de Tela 2015-05-26 às 19.42.06  Captura de Tela 2015-05-26 às 19.43.10 Captura de Tela 2015-05-26 às 19.42.32 Captura de Tela 2015-05-26 às 19.43.32 Captura de Tela 2015-05-26 às 19.43.51 Captura de Tela 2015-05-26 às 19.44.12 Captura de Tela 2015-05-26 às 19.44.36 Captura de Tela 2015-05-26 às 19.44.56 Captura de Tela 2015-05-26 às 19.45.14 Captura de Tela 2015-05-26 às 19.45.35

Afinal, se se vestir é algo que deve ser divertido e prazeroso, então por que não pode ser livre? 🙂

*Matéria publicada no site FFW