Chinês de luxo em Estoril

Se você quando escuta falar em comida chinesa pensa logo em comida rápida e gordurosa, pensou errado. Já há bons restaurantes chineses espalhados pelo mundo e em Portugal não é diferente. Já há algum tempo que conheço e frequento o Restaurante Mandarim no Casino Estoril e acho que vale a pena divulgar aqui esse conceito de comida chinesa que, confesso, nunca ter visto nada parecido.

Quando penso em um bom restaurante, gosto de analisar o todo: localização, ambiente, atendimento e claro, a comida. A localização deste, particularmente, para mim é ótima, mas mesmo para quem não mora em Cascais e região, Estoril é super agradável e por si só já vale a viagem até lá. O restaurante é luxuoso e requintado e acho que por isso o ambiente é mais formal durante a semana, mas já aos finais de semana, o clima é bem mais descontraído e é fácil encontrar muitas famílias com crianças. E vale a pena leva-las, pois na entrada do restaurante além do jardim do Casino, há um “lago” com carpas e um chafariz que elas adoram. Além do delicioso ambiente, o atendimento é sempre impecável. A comida, bem, a comida é simplesmente fabulosa!! Nada, mas absolutamente nada a ver com nenhuma das minhas experiências anteriores com a culinária chinesa. E certamente, também não terá comparação com as suas. O que posso dizer? Eu nunca estive na China, mas a sensação que se tem é que quando se vai ao Restaurante Mandarim abre-se uma porta de Estoril e entramos diretamente num restaurante top em Macau. É incrível!

Se está a pensar em conhecer, a minha dica é não resuma-se a yakissobas e fritos! Aventure-se e experimente o que há de melhor na cozinha de Guangdong e delicie-se nas mais de 100 sugestões do menu! Uma boa sugestão é começar pelos “dim-sums” que são pequenos pratos que trazem várias opções de iguarias chinesas e são perfeitos para degustar um pouco de tudo. Nós quando vamos gostamos de começar por pedir pasteizinhos fritos e rolinhos de folha de arroz cozidos a vapor com diversos tipos de recheios. Mesmo sendo uma boa opção ficar só pelos “dim-sums”, também pedimos a tradicional porção de medusas (água viva) refogadas, levemente picantes. Além disso, quando estamos com as crianças, acabamos sempre por pedir uma porção de peixe cozido com legumes e omelete de camarão, pois nem sempre elas estão muito dispostas à “excentricidades”… Quanto ao que vai durante e depois, a carta de vinho é ampla e as opções de sobremesa são as tradicionais chinesas. Recomendo vivamente as frutas caramelizadas que são fantásticas! 😉

Agora você me pergunta: é caro? E eu te digo: depende. Se ficar só pelos “dim-sums”, sem dúvida terá uma excelente refeição e com um preço bastante amigável. Se preferir a “la carte”, o preço já eleva um pouquinho… Tudo depende sempre do gosto e do estômago de cada um….

Mas independentemente de quanto se vai gastar, essa será sem dúvida a viagem mais barata, mais rápida e mais saborosa que se pode fazer de Portugal à China. Altamente recomendado. 😉

Por Andreza Fazio