7 steps to perfect strobing

A tendência do contorno tem sido uma das mais usadas graças a uma onda frenética de instagrammers, famosas e claro, às irmãs Kardashian. O conceito é teoricamente fácil: usando produtos de maquilhagem de dois tons diferentes, um mais escuro e outro mais claro que o seu tom de pele, você evidencia e oculta o que desejar. Mas, na prática, o contorno é um pouco mais desafiador do que parece e, enquanto nós ainda quebramos a cabeça para desvendarmos os mistérios do contorno perfeito, a temporada já mudou e a nova tendência de beleza já é mania no mundo das beauty lovers. Surge então o strobing, uma técnica de iluminação que promete ser mais simples e mais ajustada à nossa velocidade.

Ao invés de reunir todos os seus tons de bases e desenterrar seus melhores produtos, o strobing se concentra exclusivamente no highlighter, aplicado-o onde a luz naturalmente ilumina seu rosto, isto é,  maçãs do rosto, ossos da testa, o centro de sua testa, osso do nariz e no queixo. A ideia é que esses tons cintilantes deixem a sua tez com um look radiante, fresco e saudável “at same time“, quer seja durante o dia ou noite. A melhor parte dessa técnica é que, diferente da maioria, é que para além de ser perfeita  para climas mais quentes, já que não sufoca a sua pele com camadas e camadas de maquilhagem, é igualmente ideal nos climas mais frios, uma vez que toda essa luz “quebra” aquele aspecto opaco e seco da pele no inverno, conferindo assim, uma aparência mais luminosa e jovem. Já está louca para experimentar? Então, atente-se à essas 7 dicas dos experts:

1 – Hidrate muito bem o seu rosto – Essa é uma das dicas mais importantes, pois se a pele não estiver bem hidratada nada vai cair bem, principalmente na estação mais fria do ano. E lembre-se: mesmo que tenha pele oleosa deve hidratar o seu rosto com produtos específicos para a sua pele;

2 – Corrija bem a pele – Não se esqueça de preparar a pele usando base, assim o iluminador irá aderir melhor e vai evitar que o iluminador saia com facilidade ou caia em outras regiões do rosto.

3 – Escolha a cor do iluminador que combina com a sua pele – Isso é bastante importante para garantir que o efeito final seja o mais natural possível, pois o iluminador deve complementar o seu tom de pele e dar um  efeito natural;

4 – Aplique o iluminador somente nas áreas que naturalmente refletem luz – Maçãs do rosto, têmporas, ponte do nariz, no centro da testa, canto interno dos olhos, abaixo da sobrancelha, acima do lábio e no centro do queixo. Mas atenção: não é preciso usar em todas elas! Ilumine somente aquelas áreas que realmente valorizam seu rosto.

5 – Aplique pequenas quantidades – O efeito deve ficar natural, por isso, cuidado com o exagero! Atente-se a não espalhar o produto para além das regiões para evitar que seu rosto não fique demasiadamente brilhante. Se tem pele oleosa, evite a testa e o queixo, por exemplo. Essas zonas já são naturalmente mais brilhantes.

6 – Esfume o iluminador – Espalhe-o bem para evitar regiões marcadas ou acúmulo de produto. Use os dedos, pincel duo fiber ou leque, ou o que preferir. Outra opção é usar um iluminador líquido ou em creme antes da base, assim a pele fica iluminada e não confunde com brilho de pele oleosa.

7 – Use bronzer e blush matte para complementar a make-up – Aposte em produtos com acabamento opacos para dar um acabamento mais “perfeitinho” e ajudar a direcionar o brilho, de forma que nada brilhe mais que você.

11709958_10153065969315748_2181853475932889205_o

*imagem maybelline