7 marcas eco-friendly portuguesas que você precisa conhecer

Recentemente aconteceu em Portugal o GreenFest 2017, o maior evento que celebra o que há de melhor nas vertentes econômica, social e ambiental da sustentabilidade. Além de promover discussões, partilhas de ideias e experiências entre empresas e cidadãos que se preocupam com o meio ambiente, o evento também divulga iniciativas, marcas e serviços que ajudam a criar um futuro mais sustentável.

Como se já não fosse suficientemente interessante, nesta edição, o GreenFest aliou-se à moda e, convidou a Fair Bazzar, a primeira e-commerce de produtos eco-friendly em Portugal, para  apresentar marcas nacionais e internacionais que valem mesmo muito a pena conhecer. Em especial atenção às muitas coisas boas de “cá dentro”, era impossível ficar indiferente à essas que não só roubavam a atenção pela beleza e qualidade das peças, mas também pelas bonitas histórias e propósitos de seus criadores:

 

ANA SEGURADO

A marca que ganhou o concurso Young Fashion Designers no Modtíssimo e teve sua primeira  participação no Portugal Fashion no Porto, ambos em 2012, nasceu e cresceu em Beja, Alentejo, Portugal. A sua ligação com o campo, a natureza e a família são os fundamentos do trabalho de Ana, que cria peças que têm como base o orgânico, o feminino, a simplicidade e a funcionalidade. Com o objetivo de ser confortável como uma “segunda pele”, cada material é cuidadosamente selecionado respeitando a ideologia “livre de crueldade”, desenvolvendo tecnicas de produção de fibras naturais e sintéticas para oferecer alternativas à pele e pêlo animal. Suas perspectivas, emoções e inspirações envolvidas no processo criativo resultam em coleções com exclusividade, intemporalidade, confortáveis e elegantes, dignas de atender o consumidor consciente mais exigente.

SOBER & NAKED

A idéia de Sober & Naked nasceu durante um dia chuvoso em Londres, dentro de um escritório onde  Jana e João fisicamente estavam, enquanto suas mentes, muito distante dali, surfavam em águas cristalinas. Quase que como força do destino, pouco tempo depois, eles estavam num avião em direção à Bali, prestes a embarcar na jornada mais inspiradora de suas vidas. Contudo, se de um lado tudo era lindo: lugares, sabores e pessoas fascinantes, de outro era triste ver como um dos lugares mais bonitos do mundo estava (e continua) a ser prejudicado pela poluição, especialmente no oceano. Depois de surfarem ondas cobertas de plásticos e verem rios cobertos de lixo, decidiram que o próximo passo seria fazer algo à respeito. Então, em 2017, utilizando tecido de lixo plástico reciclado – aqueles jogado ao mar – lançaram sua primeira coleção, Raw Tropics, para mostrar que é possível sim criar biquinis cheios de estilo e de alta qualidade sem prejudicar nossos oceanos. Aliás, fazendo exatamente o contrário… Incrível, não? Impossível não ficar fã dessa marca.

MDMA

Esta marca de sapatos ecológicos começou em 2015 com o sonho de reduzir o impacto ambiental da produção convencional. Com objetivo de ter produtos com muito estilo e qualidade, mas que não prejudiquem o nosso planeta, MDMA aposta em sapatos originais e exclusivos feitos a partir de materiais reciclados. Por trás da marca está Sara Pignattelli que, depois de trabalhar muitos anos na indústria do calçado, decidiu fazer um Mestrado em Moda Sustentável para provar que é possível conseguir fazer sapatos melhores fazendo apenas algumas alterações no processo de produção. Assim, decidiu que ao invés de criar e usar novos materiais a cada temporada, resolveu coletar roupas descartadas e materiais de resíduos de fábricas de todos os tipos e criar peças únicas e  originais. Fantástico, hã?! Não tenho dúvidas que esse projeto ainda tem muitas pernas (ou seriam pés?) para andar! Se ainda não conhece, você precisa conhecer.

MOSKKITO

O amor às culturas do Quênia e da Índia e a vontade de abraçar um novo empreendimento profissional, levaram o casal wanderlust Isabel e Emanuel a criar Moskkito. Com o mote “From the world… To you”, símbolo de suas viagens e dos diferentes locais por onde passaram, buscam inspiração nos artesãos locais de onde passam para os produtos que apresentam, aperfeiçoando técnicas de manufatura e conferindo-lhes um design original. Uma das componentes importantes da Moskkito é a forte relação com os países e as comunidades onde as peças são produzidas, assim, a responsabilidade social têm bastante peso na conduta da marca, por isso, seu propósito é contribuir para a dinamização e melhoria das condições de vida das comunidades locais e da preservação de técnicas de manufatura. Além de loafers maravilhosos – inclusive, dos quais são especialistas, eles possuem ténis, sandálias, bolsas, clutches… Tudo absolutamente lindo. Tem que ver!

ELEMENTUM BY DANIELA PAIS

Criar roupas bonitas não deve ser à custa do nosso futuro – foi pensando nisso que em 2008, Daniela Pais fundou a Elementum: para mudar a forma como fazemos e usamos roupas. Elementum é uma marca de moda sustentável baseada no zero waste, que usa materiais naturais e que tem sua fabricação na Europa. Com design intemporal e multifuncional, a marca oferece uma infinidade de variedades de expressão, o que se encaixa bem no contexto de moda rápida de hoje. Por acreditar que usamos nossas roupas e não a roupa nos usa, a marca oferece roupas para nos inspirar e enriquecer o dia-a-dia, incentivando a auto-expressão. Assim, a mesma peça pode ser usada como lenço, blusa, vestido ou como a sua criatividade desejar. Simplesmente genial.

AIROSA DESIGN

De espírito descontraído, porém sofisticado, esta marca de acessórios portuguesa artesanal cria peças lindas, práticas e divertidas. Acreditando na transparência do processo de design e na comunicação com o consumidor, Airosa aposta em produções de pequena escala, focando somente em 2 ou 3 produtos, cujo processo é constantemente influenciado pelo feedback dos seus utilizadores. Acreditam que produtos feitos com tempo e qualidade são muito mais duráveis e, por isso, têm um menor impacto ambiental. O best-seller da marca são as fantásticas mochilas minimalstas e cheias de estilo, produzidas a partir da inusitada mistura de materiais como couro vegano, algodão e tiras de corda de algodão. Além de ecologiamente corretas são super originais!

 

+351

A marca lisboeta +351 – código de discagem português – tem como responsável pelo processo criativo a designer Ana Costa. Sua inspiração está conectada diretamente com a cidade de Lisboa e  seu estilo de vida, com a proximidade do oceano e o surf. Ana que produz localmente, faz questão de manter os melhores padrões de qualidade da indústria têxtil portuguesa e cria roupas descontraidas e despretensiosas, mas cheias de atitude. Irresistível aos amantes da cidade da luz, do desporto e da natureza que não abrem mão do estilo.

*Imagem Erik Almas